AgronegócioDestaques

Lavronorte realiza treinamentos de boas práticas pré-plantio para agricultores em Balsas

A Lavronorte Máquinas realizou nesta sexta-feira, 18 de outubro, no Campus da Unibalsas, um encontro visando ampliar os conhecimentos para o plantio voltado para os clientes que compraram plantadeiras e maquinas com o sistema de Telemetria JD Link, responsáveis pela operação de plantio, operadores e produtores em geral.

O evento teve objetivo passar dicas sobre como melhorar o serviço no plantio. São dicas de manutenção, cuidados com o maquinário: trator, pulverizador e plantadeira e parte de monitoramento. Foi apresentado o que tem de novidade referente a tecnologias no campo com relação ao monitorando de máquinas que geram mapas de produtividade do equipamento, mapas de plantio, de pulverização e avaliando dentro do talhão as áreas com maior produtividade, auxiliando na tomada de decisão para incremento da produtividade desse talhão na próxima safra.

E baseado nisso o produtor tomar uma decisão mais assertiva, baseado em dados concretos e não no que acha que pode ter acontecido, mas que não se tem certeza e de posse das informações conseguir estar embasado e tomar a decisão mais assertiva.

Segundo Walter Júnior Macedo Carvalho, gerente corporativo do Departamento de Serviços da Lavronorte Máquinas, o alvo do encontro foi ajudar a extrair o máximo de performance dos equipamentos na hora do plantio e das pulverizações.

Referente ao maquinário dividimos o público em 3 turmas voltado para um tema:

Dentro do tema trator e plantadeiras, debatemos boas práticas referentes a parte de conexão dos dois implementos da plantadeira no trator; boas práticas referentes ao equilíbrio operacional do trator visando baixar o consumo de combustível, gerando economia. A questão da qualidade do diesel e os cuidados que o produtor tem que ter na conservação, armazenamento, no momento do abastecimento. Na parte do pulverizador mostramos a importância da manutenção no período correto, para que tenham uma aplicação ideal. É uma das máquinas que mais trabalham no campo. Passa cerca de 6, 7 meses dependendo da safra, e exige uma atenção bem focada, pois é muito dinheiro que passa em cada bico e se não tiver o bico bem regulado acaba perdendo muito. A nossa dica é a fim de evitar esse desperdício, tendo uma eficiência maior desde a parte do planejamento até a parte de execução do serviço no campo.

Monitoramento das tecnologias

Os equipamentos hoje vem com muita tecnologia, a parte de monitoramento é muito importante. Hoje conseguimos monitorar a parte de produtividade, os mapas, rendimento, de velocidade e saúde da máquina. Se a máquina gera um código de erro, alguém que esteja monitorando no escritório, ou outro lugar qualquer, consegue atuar de forma proativa, o que é uma mudança de cultura, hoje somos muitos reativos, a gente espera a máquina quebrar para consertar. A ideia é ter ações que evite a máquina de quebrar, evite que ela pare durante a operação. O que fazer para que a máquina comece a operação da forma correta e não pare no meio do plantio. O que acaba prejudicando muito ainda mais em uma janela curta como a nossa na região.

A Lavronorte Máquinas está projetando realizar o pré-colheita, buscando passar as informações que vão trazer economia, diminuir os desperdícios, melhorar os rendimentos das máquinas. A Lavronorte Máquinas pretende fazer o encontro em suas filiais para promover oportunidade para os clientes, dependendo do período de plantio em cada região.

O Maranhão se informa aqui

Polícia Civil localiza corpo de empresário desparecido há 4 meses em Balsas e elucida caso

Lavronorte realiza dia de negócio em parceria com BB Agro nas lojas de Balsas e Imperatriz

Melhorar produtividade de equipamentos, capacidade de monitoramento e diminuir desperdícios, foram boas práticas passadas. #OMaranhaoSeInformaAqui

Deixe seu comentário
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close