DestaquesVídeos

12 prisões, carros de luxo e dinheiro em espécie apreendidos na Operação Créditos Ilusórios em Balsas  

O delegado do 1º Departamento de Combate a Corrupção, Dr. Guilherme Campelo, responsável pela Operação Créditos Ilusórios, etapa realizada nas cidades de Balsas e Rachão, deflagrada na manhã desta quinta-feira (18) fez um balanço da operação realizada pala Superintendência de Prevenção e Combate à Corrupção (SECCOR) e Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (GAECO).

Na região de Balsas foram mobilizados 68 policiais civis que cumpriram 12 mandados de prisão temporária, sendo que houve 3 autos de prisões em flagrante, por porte ilegal de arma de fogo; 13 mandados de busca e apreensão e 1 mandado de prisão temporária expedido pela justiça do estado do Tocantins cumprido no município de Balsas. Além de 2 prisões cumpridas no município de Riachão.

O objetivo da operação foi combater uma organização criminosa especializada em fraudes tributárias e sonegação de impostos decorrentes do escoamento e comercialização de grãos, investigada na 1ª Vara Criminal de São Luís/MA, que constatou a existência de uma organização criminosa com atuação interestadual, que por meio de empresas de fachada e da emissão de notas frias, se utilizava de benefícios fiscais – créditos tributários gerados ilicitamente.

Segundo levantamentos da SEFAZ/MA, só no período entre os anos de 2015 a 2017, esta organização criminosa já causou um prejuízo para o Estado do Maranhão de mais de setenta milhões de reais, por sonegação de ICMS. Os membros da organização operavam o esquema com três núcleos de empresas, o primeiro núcleo era composto por empresas de fachadas, constituídas inclusive com uso de documentos falsos e pessoas fictícias, que através de operações simuladas e emissão de notas fiscais frias geravam créditos tributários às empresas do segundo núcleo, responsáveis pela intermediação de operações de compra e venda de grãos. Já o terceiro núcleo era composto por empresas contábeis responsáveis por mascarar e dar aparência de legalidade a estas transações.

Além das prisões também foram bloqueadas contas bancárias dos envolvidos, (pessoas física e jurídica), bens móveis e imóveis e apreensão de cerca de R$ 30.000,00, dinheiro em espécie, 9 veículos de luxo: camionetes de diversas marcas e SEDAN de luxo, estão apreendidos no pátio da Promotoria de Balsas e no pátio da Polícia Civil. As investigações vão continuar, pois a polícia civil acredita que existem muito mais gente que se beneficiou e participou do esquema, o que está sendo investigado e que essas pessoas serão responsabilizadas.

Ouça a entrevista em áudio do Dr. Guilherme Campelo ao Diário Sul Maranhense

O Maranhão se informa aqui

PM prende homem por receptação de roubo e recupera objetos em boca de fumo.

O delegado destacou que os envolvidos (pessoas e empresas) tiveram contas bancárias bloqueadas e bens apreendidos. #OMaranhaoSeInformaAqui

Deixe seu comentário
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close