ColunasDestaques

Empresa americana planeja construir refinaria no Maranhão

A empresa americana Oil Group anunciou que planeja construir seis refinarias de pequeno porte no Brasil. Uma delas pode ser implementada aqui no Maranhão nos próximos anos. A empresa pretende construir quatro unidades de pequeno porte, com capacidade para 20 mil barris a 30 mil barris diários, que sejam próximas a portos, e duas menores, com capacidade de produção de 3 mil a 5 mil barris diários, instaladas próximas à produção terrestre de petróleo.

Dentre as quatro maiores, a primeira refinaria está prevista para ser construída no Porto do Açu, no norte fluminense, no Rio de Janeiro; avalia-se também a construção de duas refinarias desse porte, por conta da viabilidade econômica, no Maranhão e também no Espírito Santo. A quarta unidade e as outras duas refinarias menores ainda não tem localização definida, mas as possibilidades indicam construção no estado da Bahia e também Sergipe. O investimento total é de US$ 2 bilhões, a serem aplicados nos próximos sete anos.

O governo do Maranhão informou que o secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, intensifica diálogos com a empresa americana Oil Group. Ainda segundo o governo, as tratativas acontecem desde 2017 e no fim do ano passado, Simplício Araújo esteve na França para conhecer e debater pessoalmente a viabilidade do projeto com representantes da empresa. Os portos situados no Maranhão, possuem uma boa localização geográfica, já que se posicionam estrategicamente próximos ao Golfo do México, grandes descobertas da Guiana e entre potenciais bacias petrolíferas da margem equatorial brasileira como Foz do Amazonas, Pará-Maranhão e Barreirinhas.

Refinaria em Bacabeira: Em 2010, o anúncio da construção da Refinaria Premium I da Petrobras em Bacabeira, foi vista com bons olhos por diversos maranhenses, no entanto, cinco anos depois quem apostou no empreendimento teve que lidar com muitos prejuízos. A proposta inicial é que cerca de 25 mil empregos diretos e indiretos seriam criados no estado com a construção da refinaria. O investimento da Petrobras nesse empreendimento  foi de R$ 2,7 bilhões. A construção estava projetada para refinar 600 mil barris de petróleo leve (do pré-sal) e pesado. À época, a desistência da construção da refinaria de Bacabeira, segundo a Petrobrás, se deu pela falta de parceiros e também por um reestudo das expectativas de crescimento do mercado de combustíveis.

O Maranhão se informa aqui – PRF apreende cinco carretas carregadas com madeira ilegal em BR do Maranhão

A localização geográfica e o Porto do Itaqui no Maranhão são fatores positivos para que uma refinaria seja instalada. Outras 3 refinarias de médio porte serão instaladas no Brasil. #OMaranhaoSeInformaAqui

Fonte: O Globo

Deixe seu comentário
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close