AgronegócioDestaquesManchete

Abertura de mercados motivam aumento da produção de leite do sul do Maranhão

Produtores de leite do Sul do Maranhão, associados a Cooperativa Mista Agro Leiteira de Balsas – COMALBA, vislumbram aumentar a produção de leite e seus derivados, após vencer uma licitação para fornecimento de laticínios para a merenda escolar da rede municipal de ensino de Balsas/MA.

Conforme informações divulgadas em matéria do jornalista Gil Santos, na TV Mirante, a cooperativa que atualmente opera apenas com 20% da capacidade, esse novo mercado vai demandar aumento na percentual operacional da cooperativa que tem capacidade diária de absolver 10 mil litros de leite, mas atualmente recebe apenas 2 mil litros destinado a produção de leite pasteurizado, bebida láctea e queijo mussarela que abastece o mercado regional.

Embora cerca de apenas 10% do rebanho da região estimado em de 700 mil cabeças de gado, seja de gado leiteiro, a expectativa é que esse número pode dobrar nos próximos anos, visto que muitos agricultores que cultivam soja e milho estão fazendo a integração da lavoura com a pecuária, uma forma de aproveitar a fartura de ração produzidas nas fazendas.

Em parceria a COMALBA, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Sebrae trabalham para agregar novos produtores. Segundo o gerente da Unidade Regional do Sebrae, André Veras, o ganho que a cooperativa teve com essa licitação vai fortalecer, garantir um fluxo de caixa, dá uma vazão maior a produção, e a cooperativa demandará mais produtores rurais e cooperados. É todo um ciclo virtuoso que resultará no aumento da produção de leite e derivados no sul do Maranhão. Atualmente o Sebrae disponibiliza para os cooperados o Programa, Sebrae-tec, levando inovação e tecnologia.

Adriano Tito, secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, destacou a importância da cooperativa para o setor agro leiteiro e que inclusive já recebeu investimentos do estado com a doação de um caminhão para o transporte de leite. E que o fornecimento de laticínios para a merenda escolar é um passo mais concreto para fomentar a produção de leite, formando uma cadeia virtuosa de desenvolvimento econômico através da aplicação de recursos público da merenda que vem fomentar geração de empregos. Em um política pensada e instalada em parceria com o Sebrae que deu todo o suporte técnico para a cooperativa.

O contrato que prevê a entrega de 40.500 litros de bebida láctea e 69.105 litros de leite pasteurizado em 2020

O Maranhão se informa aqui

Após início da colheita, é hora de selecionar cultivares e planejar a próxima safra

A Comalba tem capacidade operacional diária de absolver 10 mil litros, mas atualmente recebe apenas 2 mil produz leite (20%) da capacidade e produz leite pasteurizado, bebida láctea e queijo mussarela que abastece o mercado regional. #OMaranhaoSeInformaAqui

Deixe seu comentário
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close