DestaquesPolicial

Treze detentos ficam feridos em motim na Unidade Prisional do Maranhão

Um princípio de motim foi registrado na noite dessa quarta-feira (22) na Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) de Coroatá, município localizado a 260 km de São Luís. De acordo com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), 13 detentos tiveram ferimentos leves.

O motim iniciou logo após uma vistoria feita por Defensores Públicos no local. Internos começaram a bater nas grades e a fazer reclamações. Para conter os presos, agentes penitenciários tiveram que usar material químico e por conta disso, 13 detentos ficaram feridos. Logo em seguida, a rebelião foi controlada.

Segundo a Seap, os feridos estão recebendo auxílio e medidas administrativas serão tomadas para investigar o caso. (veja abaixo a nota na íntegra)

Nota da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap):

“A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que o princípio de motim, ocorrido no início da noite de quarta-feira (22), na Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) de Coroatá, foi imediatamente controlado. A Secretaria esclarece que, durante vistoria feita por defensores públicos no local, um grupo de internos começou a bater nas grades e a fazer reclamações. Em procedimento de segurança, os agentes tiveram que conter os apenados com uso de material químico e, na ocasião, 13 detentos tiveram ferimentos leves. Ainda conforme a Seap, está sendo prestado o auxílio a todos os presos atingidos e tomadas as devidas medidas administrativas nesse caso.”

O Maranhão se informa aqui

Exército chega e duplicação da BR 135 no Maranhão deve reiniciar

Motim foi registrado na noite dessa quarta-feira (22). Segundo a Seap, rebelião começou após uma vistoria feita por defensores públicos no local. #OMaranhaoSeInformaAqui

Fonte: G1/MA

Deixe seu comentário
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close