DestaquesPolicial

Mulher é autuada em flagrante por homicídio qualificado após confessar que matou a cunhada a facadas

Gildene da Silva Oliveira, 26 anos foi autuada em flagrante por homicídio qualificado enquadrada no Art. 121 § 2º, motivo torpe, após confessar a autoria do crime ocorrido na noite de quarta-feira (11) na cidade de Fortaleza dos Nogueira a 90 km de Balsas, no bairro Trizidela.

Em seu depoimento Gildene justificou a motivação para o crime sob alegação de ter visto sua cunhada Maria Francisca da Silva Bezerra, de 30 anos, se beijando com um homem, o que a levou a matar com várias facadas.

Conforme informações da Polícia Civil no depoimento do viúvo e da sogra da vítima a história foi outra.

A sogra da vítima e mãe da autora confessa do crime, disse que a filha Gildene saiu de casa por volta de 13:30 e retornou por volta das 19:30 em estado de embriaguez alcoólica e dizendo que ia matar a cunhada e o irmão. Sendo que antes de ir para a casa da mãe ela passou na casa do irmão e teve uma discussão com a cunhada, o acusando de estar traindo o seu irmão; mas foi expulso da casa pelo próprio irmão que disse para ela não retornar mais a casa do casal.

Quando chegou em casa disse que ia tomar banho, mas apenas pegou uma faca e saiu em direção a casa do irmão dizendo que ia matar a cunhada e o irmão. A mãe ligou para a PM e comunicou o caso e foi atrás da filha e ao chegar na casa ela já havia invadido a residência e estava esfaqueando a vítima. Disse que tentou impedir mas foi ameaçada de morte e disse não ter forças para lutar com a mulher armada. A vítima sofreu várias perfurações, sendo as mais profundas uma facada no pescoço e outra nas costas.

A vítima estava em casa sozinha, com um filho de 10 anos no momento do crime, pois o marido teria ido a uma farmácia comprar remédio para ela.

A sogra disse a polícia civil que já tinha ouvido comentários na cidade que a nora estava traindo o filho, mas não tinha certeza. O viúvo disse que convivia com a vítima há 4 anos e que tinha um bom relacionamento. Gildene foi encaminhada para a Unidade Prisional de Balsas.

O Maranhão se informa aqui

Rap Evangelize lança música Grito Silencioso, Balsas em luto

O viúvo disse que convivia com a vítima há 4 anos e que tinha um bom relacionamento. #OMaranhaoSeInformaAqui

Deixe seu comentário
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close