DestaquesEntrevistasSaúde

Prefeitura de Balsas anuncia informatização na marcação de consultas e agendamento de exames

O processo de informatização começará pela UBS do bairro São Félix e, em seguida, será expandida para os outros bairros.

Até o final de 2018, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de Balsas contarão com todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) interligadas ao sistema com prontuários eletrônicos a ser usado por médicos, dentistas, enfermeiros, agentes administrativos e Agentes Comunitários de Saúde (ACS), envolvendo a marcação de consultas e agendamento de exames, com horários de atendimento para todas as consultas especializadas, exames e procedimentos na rede própria e conveniada a Prefeitura.

Em entrevista ao Diário Sul Maranhense, o secretário de saúde de Balsas, Dr. Luís Flávio de Lima Coelho, explicou o funcionamento do novo sistema.

“Um dos calcanhares de Aquiles do sistema de saúde é o acesso das pessoas ao que o sistema oferece, ou seja, os exames, as consultas, cirurgias e outros. Isso tem duas causas principais: a demanda e a oferta, que precisam ser equiparadas. Em Balsas, conseguimos equilibrar a oferta com a procura na média complexidade. Ainda temos dificuldades com a oferta da ressonância que é um exame novo e caro, mas estamos buscando resolver”.

Filas na Central de Marcação

“Tínhamos que melhorar o sistema de atendimentos que faz parte do respeito que temos que ter pelo usuário do SUS, o povo. As pessoas não podem dormir na fila e achar que isso é normal, então tomamos uma medida emergencial que foi o agendamento por telefone. A princípio, houve bastante resistência porque muita gente não gostava, outros ligavam e não conseguiam ser atendidos, mas já foi um avanço; as pessoas passaram a ser atendidas na central com horário marcado, sem a necessidade de espera”.

Informatização do sistema

“A UBS, do bairro São Félix, tem sido o posto utilizado como modelo e tudo que estar sendo implantado na rede de saúde começa por lá. O sistema de informatização será ampliado para as UBS dos bairros: São Luís, São Francisco, Açucena, Catumbi, São Caetano e Trizidela. Em seguida, todas as outras que serão padronizadas com protocolos únicos e prática de excelência em atendimento a comunidade. O paciente sairá da consulta na UBS com todos os seus exames agendados. É um processo que precisa do treinamento de pessoal, aperfeiçoamento do sistema. Alguns exames já estão sendo agendados no posto de saúde. Estamos nesse período de adaptação”.

Primeira Consulta

“O paciente deve ligar para o posto ou pode ir presencialmente agendar sua consulta. A UBS é a porta de entrada do sistema e depois daí, se necessário, recebe e agenda o exame e/ou encaminhamento para os especialistas”.

Treinamento de servidores e Agentes Comunitários de Saúde (ACS)

“Estamos realizando o treinamento dos servidores. Temos alguns que são funcionários antigos e têm dificuldade com informática, mas no geral estamos indo bem. Os ACS, vão receber um tablet e todo o trabalho, que faziam em papel, será feito eletronicamente. Desde a localização de um foco de mosquitos transmissores de dengue, em que o ACS fará uma foto e a descrição do fato e os lançará no sistema do ministério da saúde, até agendar consultas para pacientes que tenham dificuldade de mobilidade, idosos, cadeirantes e outros. Isso vai agilizar o trabalho, o acesso a informação. O uso do tablet vai permitir o monitoramento do trabalho do ACS, pois tem um sistema de GPS que indica se ele está trabalhando ou não”, concluiu.

Terça feira, dia 7, começará o treinamento dos ACS do bairro São Felix e, em seguida, será expandido para todos os outros postos.

Esse processo é apoiado pelo Conselho Nacional de Secretários de Estado da Saúde -CONASS e Secretaria de Estado da Saúde – SES-MA.

(Foto: Divulgação)
Deixe seu comentário
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close