ColunasDestaquesEntrevistas

Jornalista assume responsabilidade por contágio e planeja ativismo na luta contra o vírus HIV

Diagnosticado Soro Positivo, jornalista de Balsas busca se tornar referência na luta contra o HIV

Após comunicar em suas redes sociais o diagnóstico de HIV positivo, o jornalista Francisco Garcia afirmou que pretende ajudar outras pessoas, estudar muito e se tornar um palestrante, elaborar um projeto para falar não só sobre o HIV, mas levar um conteúdo motivacional a pessoas soropositivas e sociedade em geral.

A vida virou do avesso. “Eu estava sentido febre e comecei a ter a diarreia, foi então que decidi procurar um laboratório e fazer exames. Ninguém nunca tá preparado para receber uma notícia dessas e é claro que vocês devem imaginar como estou me sentindo, sou um homem de 27 anos, estava vivendo uma fase na vida de curtir, viajar, aproveitar e nunca imaginei que pudesse acontecer comigo”, declarou.

Francisco Garcia já trabalhou como apresentador na TV Rio Balsas, afiliada à TV Globo, TV Boa Notícia, filiada à Rede Vida, e hoje é considerado o maior Digital Influencer da região do Sul do Estado com mais de 200 mil seguidores em suas redes sociais.

“Decidi, em um ato de muita coragem, expor, porque sei que posso ajudar muitas famílias e ser referência para a prevenção de muitas pessoas. Estou consciente da batalha que vou enfrentar, por ser uma figura pública é claro que sei da repercussão e sei também que junto à tudo isso possam vir o preconceito, o afastamento de algumas pessoas e falatórios. Peço que não me apontem como o Francisco Garcia que tem AIDS, mas, lembre-se de todas as ações sociais que já fiz, as pessoas que já ajudei e por toda minha história. Quero pedir orações para minha família e pra mim, demorei muito no diagnóstico da doença e meu quadro requer alguns cuidados. Por enquanto não estou podendo receber visitas por conta da imunidade e sempre que puder eu estarei aqui falando sobre meu estado de saúde. Quero que respeitem as pessoas que já me relacionei, não significa que eles estejam com a doença e mais à frente pretendo fazer palestras em escolas e me tornar um símbolo não só aqui na minha cidade, mas, em todo o Brasil. Ahhhh e como sempre brinquei com tudo na vida, não vou deixar me abater e conto com o apoio de vocês”, parte do comunicado postado no perfil do integram apresentador, @fgnico.

Ao ser perguntado sobre como contraiu o vírus o jornalista foi categórico. “Contrai pelo sexo sem proteção. Se hoje tivesse uma pesquisa, tenho certeza que 90% das pessoas, em algum momento da vida, já fizeram sexo sem camisinha, não me preocupei em ir atrás de culpado, porque acredito que a partir do momento que, por uma falha, aceitei o risco, eu também sou responsável pelo ocorrido”, declarou Garcia, que pretende atuar de forma ativa na prevenção ao HIV.

Sobre o que muda na vida com o diagnóstico soropositivo, disse: “a partir de agora vou precisar cuidar mais da saúde, o que não encaro como algo ruim, estou tendo uma nova oportunidade de ter uma vida ainda mais saudável. Estou lidando com a repercussão de forma positiva, enxerguei a oportunidade, por ser uma pessoa pública, de falar e discutir esse assunto que ainda é, sim, um tabu. Eu trabalho com informações e jamais esconderia ou guardaria algo tão relevante apenas pra mim. Hoje, o portador do vírus que aceita e faz o tratamento corretamente pode levar uma vida normal e esse é também um dos meus maiores objetivos de mostrar que é possível continuar a vida após essa nova condição de ser soro positivo. Agora o sentimento [é de reflexão], é um momento que paramos e analisamos tudo: vida pessoal, profissional, planos e projetos. Estou procurando enxergar ótimas possibilidades em todos esses setores”.

Paternidade: “aos 27 anos ainda não sou pai, mas pretendo adotar uma criança, assim que for possível”.

Atualmente, mais de 700 pessoas fazem o tratamento da doença em Balsas. A maior dificuldade, segundo os profissionais da saúde, ainda continuam sendo o medo e o preconceito. O exame que diagnostica o vírus é gratuito e é oferecido em todos os postos de saúde da cidade. No Brasil, segundo os últimos dados do Ministério da Saúde, é crescente os casos de HIV/AIDS e o sexo protegido ainda continua sendo o melhor caminho para a prevenção.

Jornalista Francisco Garcia, diagnóstica soro positivo, planeja se tornar ativista na luta contra o HIV (Foto cedida por Francisco Garcia)
Deixe seu comentário
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

1 thought on “Jornalista assume responsabilidade por contágio e planeja ativismo na luta contra o vírus HIV”

  1. Valeu pela coragem, Chico. Como você mesmo disse, não adianta apontar culpados, mas ajudar as pessoas a terem mais informações sobre essa terrível doença, que mesmo pelo descuido, tem tirado o sonho de muita gente. Mas, lembre-se de que Deus CURA. Tenha fé, força, siga em frente e faça do seu testemunho exemplo para muitas pessoas.
    Desejo sorte, amigão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close