CulturaDestaques

Espíritas de Balsas comemoram 150 anos da Gênese no 13º ENTRAE

A Comunidade Espirita realizou o 13º Encontro dos Trabalhadores Espíritas de Balsas e Região (ENTRAE) no período de 15 a 17 de junho.

150 anos de “A Gênese”: são chegados os tempos, foi o tema central do congresso realizado pela Casa Espírita da Rosa, Grupo Espírita Humberto de Campos e apoio da Federação Espírita do Maranhão.

Na programação, houve apresentações culturais, palestras, seminários, roda de conversa, apresentação musical e preces. Com a participação dos facilitadores: Fábio Sousa de Carvalho (Imperatriz), Osmir Freire, presidente da FEMAR, Ana Luísa Nazareno Ferreira e Guerche da Silva Ribeiro.

Segundo Alice Regina Torqueti, vice-presidente da Casa Espirita da Rosa, o ENTRAE é um congresso aguardado e realizado todos os anos abordando a visão espírita, integrando os centros espíritas de Balsas: a Casa Espírita da Rosa, Grupo Espírita Humberto de Campos, Lar Espírita Maria de Nazaré e os irmãos do Pontinho de Luz.

“O Tema de 2018 aborda A Gênese uma das obras da decodificação Kardeciana da doutrina na visão atual, trazendo a ótica de Jesus e fazendo essa conversa fraterna esclarecendo pontos: como sermos melhores; como vencermos o mal que existe em nós; se estamos em um mundo mais materialista ou mais espiritualista. Convidamos os espiritas das cidades vizinhas com objetivo de expandir, aprofundando os conhecimentos, discutindo na visão espírita atual todos os entraves que atrapalham nossa evolução moral e espiritual trazendo o Cristo Jesus, Deus Pai e os espíritos superiores que a Igreja Católica chama de santos e os anjos da guarda. A nossa doutrina, ensina que a vida do corpo se estingues, mas a alma é imortal, torna-se consoladora, trazendo conselho às famílias que perderam seus entes queridos, ensinando que a vida continua, que Jesus veio por nós e continua conosco. E temos como bandeira maior a caridade, pois fora dela não há salvação e dentro dela está a fé, a esperança, o amor. É o fazer o bem sem olhar a quem. E ensinar o respeito a todas as religiões; o espaço e a liberdade, respeitando a opção de cada um estar no seu direito onde se sentir melhor, onde está mais conectado com Deus. O congresso foi maravilhoso, pois a nossa grande missão é disseminar o espiritismo, ficamos muito felizes com a participação de todos”, destacou Alice Regina.

Fábio Sousa de Carvalho, diretor de unificação da Federação Espírita do Maranhão, ressaltou que a obra “A Gênese” publicada em 1868, completa 150 anos. E trata, não só da origem da vida, mas também dos elementos gerais do universo, de Deus, da matéria, o espírito e de nossa destinação, explicando as predestinações que foram estabelecidas pelo Cristo e por outros profetas ao longo da história da humanidade e dos fenômenos que marcaram a história como os milagres e outros fenômenos de difícil explicação que encontram resposta com o advento do pensamento espírita no século XIX. É uma obra que apresenta a epistemologia utilizada por Alan Kardec para que a ciência espírita pudesse se desenvolver e enfrentar o positivismo dos séculos XIX e chegar aos dias de hoje cumprindo a função de consolar o mundo, as pessoas e seus sofrimentos, revelando verdades a respeito da vida futura.

“No mundo estamos cheios de convenções de direitos, mas ainda nos falta convenções de deveres. E o dever é  elemento de condução ética conforme apontou Immanuel Kant e cumprir os deveres, inclusive aqueles que não estão normatizados é papel nosso para a construção de uma sociedade igualitária, justa, de uma paz perpétua e, para que isso ocorra, precisamos fazer dos mais simples dos nossos deveres desde lavar uma louça, arrumar nossa cama, dar bom dia ao porteiro, cumprimentar o morador de rua, fazer o que é certo ainda que não nos seja inconveniente, ainda que isso contrarie os nossos desejo pessoais para que então possamos alcançar nosso patamar como homens e mulheres virtuosos no mundo para que este possa ser um manancial de paz e luz e o mal seja apenas um registro na história da humanidade. Esses dias graves em que vivemos, cada um a seu modo, na sua visão religiosa, sócio-politica, filosófica, fazer o bem de alguma forma, seja nas redes sociais, em casa, no trabalho, ter um parâmetro que transcende todas as religiões, fazer ao meu próximo aquilo que gostara que me fosse feito de amar o próximo como amamos a nós mesmo. Se cada um, de alguma forma, começar a trabalhar nesse sentido, esse modelo de vida estará mais próximo de nós”, concluiu.

(Lideres espiritas presentes ao 13º ENTRAE)

O Presidente da Casa Espirita da Rosa, Júlio Cesar Teixeira de Brito, destacou que a Gênese é um dos livros do pentateuco da obra básica de Alan Kardec.

“Durante esse ENTRAE apresentamos o homem de bem, as consequências do mal e as metas a serem conseguidas para que possamos desenvolver com profundidade através da nossa própria consciência, os meios os quais possamos aperfeiçoar mais a vida humana. A casa Espírita da Rosa aproveita a oportunidade e abre esse leque de convite para todas as pessoas que quiserem conhecer o trabalho que é realizado aqui todas as terças feira e domingos às 19h com palestras públicas, passes, acolhimento fraterno, água fluidificada. A casa espírita da Rosa é mais uma igreja cristã que mantem as portas abertas em Balsas para que as pessoas que desejam procurar e conhecer a doutrina espírita, tenham as oportunidades efetivamente de conhecer as obras básicas”.

Deixe seu comentário
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close