DestaquesSaúde

Alerta! Surto de dengue, zika e Chikungunya em 6 cidades do sul do Maranhão. No estado são 86

As cidades de: Sambaíba, Loreto, São Raimundo das Mangabeiras, Feira Nova, Carolina e Tasso Fragoso estão na lista do risco

O novo Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) aponta 86 cidades maranhenses com um alto índice de infestação, com risco de surto de dengue, zika e chikungunya. Os dados foram coletados no período de janeiro a 15 de março. As cidades fazem parte de um grupo de 1.153 municípios brasileiros (22%) que estão em estado de ‘risco’.

O levantamento divulgado nesta quinta (7) é dividido em ‘risco’, ‘alerta’ e ‘satisfatório’. Na categoria ‘risco’ estão as cidades que apresentaram índice de infestação predial (IIP) acima de 4%. Dentre todas as cidades: Sambaíba, Loreto, São Raimundo das Mangabeiras, Feira Nova, Carolina e Tasso Fragoso na região sul do Maranhão estão na lista do risco. Sendo que Bom Jardim aparece em nono lugar e é a cidade maranhense com o maior índice de infestação: 20,7%.

São Luís está entre as 16 capitais do Brasil que estão em estado de alerta para um surto das três doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypt. Além da capital maranhense estão em alerta o Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Porto Velho (RO), Palmas (TO), Maceió (AL), Salvador (BA), Teresina (PI), Recife (PE), Brasília (DF), Vitória (ES), Belém (PA), Macapá (AP), Manaus (AM) e Goiânia (GO). Apenas três capitais estão com índice satisfatório: São Paulo (SP), João Pessoa (PB) e Aracaju (SE).

 Alerta do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde alerta a necessidade de intensificar as ações de combate ao Aedes aegypti, mesmo durante o outono e inverno, em todo o país.

“O resultado do levantamento indica que é necessário dar mais atenção nas ações de combate ao mosquito. A prevenção não pode ser interrompida, mesmo no período mais frio do ano”, alertou o secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Osnei Okumoto.

Segundo o secretário, a continuidade das ações é importante para manter baixos os índices de infestação, justamente para quando chegar a época de maior proliferação.“Assim será possível manter a redução do número de casos” explicou o secretário.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Levantamento Rápido de Índices por Aedes aegypti (LIRAa), é um instrumento fundamental para o controle do vetor e das doenças (dengue, zika e chikungunya). Com base nas informações coletadas, o gestor pode identificar os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito, bem como o tipo de criadouro predominante. O objetivo é que, com a realização do levantamento, os municípios tenham melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do mosquito.

Veja abaixo a lista com cidades maranhenses que estão com risco de surto de dengue, zika e chikungunya, segundo o Ministério da Saúde. A lista com todas as cidades pode ser vista aqui.

Fonte: G1/ Maranhão

Deixe seu comentário
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close